NOVIDADE: revista literária digital BLIMUNDA

Após um primeiro arranque, a revista literária digital da Fundação José Saramago ressurge agora com o nome de Blimunda. Esta mudança, motivada por razões administrativas relacionadas com o registo do nome da publicação, levou a que o nome da mulher protagonista de Memorial do Convento, aquela que coleccionava vontades e que via o interior das pessoas, desse agora o nome e personalidade a este espaço electrónico que mantém os objectivos da Fundação José Saramago. A Blimunda está disponível gratuitamente em português e castelhano. A tradução dos textos é da responsabilidade da Cátedra de Tradução José Saramago, da Universidade de Barcelona.

Fundação José Saramago
Casa dos Bicos
Rua dos Bacalhoeiros, 10
1100-135 Lisboa
Telefone – (+ 351) 218 802 040
Telemóvel – (+ 351) 937 616 370
sergio@josesaramago.org
http://www.josesaramago.org

blimunda_junho_12

Anúncios
Publicado em revista literária digital | Etiquetas , , | Publicar um comentário

DIA MUNDIAL DO LIVRO E DOS DIREITOS AUTORAIS 2012

20.04.2012 – UNESCO Office in Brasilia

Mensagem da diretora-geral para o Dia Mundial do Livro e dos Direitos Autorais, 23 de abril de 2012

Mensagem da diretora-geral da UNESCO, Irina Bokova, por ocasião do Dia Mundial do Livro e dos Direitos Autorais, 23 de abril de 2012.

Nossa relação com os livros determina, em grande parte, a nossa relação com a cultura. Em 23 de abril, Dia Mundial do Livro e dos Direitos Autorais, a UNESCO convida todos a se reunir em torno dos livros e  a apoiar aqueles que ganham a vida com eles e aqueles que os fazem viver.

De pergaminhos a códices, manuscritos aos impressos e tablets, livros mudaram de aparência muitas vezes ao longo dos séculos. Em todos os formatos, os livros incorporam ideias e valores, eleitos por homens e mulheres, que valem a pena serem passados adiante. Eles são ferramentas valiosas para o compartilhamento de conhecimentos, a compreensão mútua e a abertura para outros e para o mundo.

A UNESCO pretende fornecer a todos os meios para acessar esse potencial formidável. O esforço começa na escola, por meio de uma luta determinada contra o analfabetismo entre crianças e adultos, e continua no fortalecimento das políticas culturais. Sem educação de qualidade as páginas de um livro são silenciosas. Livros raramente trabalham sozinhos: eles nos levam a ler outros livros, que revelam outros tesouros. Sem acesso equitativo ao conteúdo e a recursos de bibliotecas físicas ou virtuais, o poder dos livros diminui e sua diversidade descresce.

A jornada do livro se baseia em frágeis equilíbrios e exige uma vigilância ativa e instrumentos para apoiá-la. A implementação das convenções da UNESCO, como a Convenção sobre a Proteção e Promoção da Diversidade das Expressões Culturais é um exemplo. Proteção de direitos autorais é um princípio fundamental desta ação e uma bússola na inconstante paisagem cultural.

Em 2012, o Dia Mundial do Livro e dos Direitos Autorais está preocupado com o tema da tradução. Estamos comemorando o 80º aniversário da Index Translationum, a bibliografia mundial de traduções gerida pela UNESCO. Esse instrumento único é uma ferramenta incrível para a divulgação e o monitoramento de fluxos culturais globais. Confrontado com os números crescentes de publicações, os Estados-membros devem unir esforços para construir um instrumento mais abrangente, eficiente e aberto. Tradução é o primeiro passo para a aproximação dos povos, e é também uma experiência de descentralização, no ensino da diversidade e do diálogo. A tradução é um dos princípios de condução de nossa diversidade criativa, que enriquece cada idioma por meio do contato com os demais.

Nosso mundo precisa entender a diversidade de culturas e desenvolver competências interculturais ainda mais fortes nas mentes de cada homem e mulher. Precisamos dessas habilidades para conseguir viver em sociedades heterogêneas. Precisamos delas para enfrentar juntos os desafios em comum. Em 23 de abril, a UNESCO lança as comemorações do Dia Mundial do Livro e dos Direitos Autorais em Yerevan, na Armênia, Capital Mundial do Livro em 2012. Nesse dia, convoco todos os parceiros da UNESCO, em universidades, Cátedras e Escolas Associadas, a lembrar que os livros são uma força e uma oportunidade a serem colocadas nas mãos de todos.

in http://www.unesco.org/new/pt/brasilia/about-this-office/single-view/news/message_from_dg_on_the_world_book_and_copyright_day_23_april_2012/, consultado a 22-4-2012.

Publicado em Livro | Publicar um comentário

RTP – PÁGINAS DE PORTUGUÊS

RTP – PÁGINAS DE PORTUGUÊS.

Paginas de Português é um programa de rádio que passa aos domingos na RDP (Antena 2) e se dedica a toda a atualidade sobre a Língua Portuguesa.

Publicado em Língua Portuguesa | Publicar um comentário

DIA INTERNACIONAL DO LIVRO INFANTIL 2012

Este ano, o México assinala este dia dedicado ao livro infantil com uma mensagem de Francisco Hinojosa e um cartaz de Juan Gedovius subordinados ao tema “Era uma vez um conto que contava o mundo inteiro”.


in http://www.ibby.org/index.php?id=home&L=3

Publicado em Ibby, Livro infantil | Publicar um comentário

Cartaz comemorativo do Dia Internacional do Livro Infantil, 2 de abril


Todos os anos, o vencedor do Prémio Nacional de Ilustração é convidado pela Direcção-Geral do Livro e das Bibliotecas (DGLB) a desenhar o cartaz comemorativo do Dia Internacional do Livro Infantil, 2 de Abril, data associada ao nascimento de Hans Christian Andersen. Em 2012, a missão coube a Yara Kono, premiada o ano passado pelas ilustrações do livro O Papão no Desvão, um picture book com texto de Ana Saldanha, publicado pela Caminho.

Yara Kono, que integra a equipa da Planeta Tangerina e está também representada na exposição Como as Cerejas, recebeu o apoio da DGLB para se deslocar a Bolonha, tal como os vencedores das duas menções honrosas, Afonso Cruz e Marta Madureira. Este incentivo financeiro está, aliás, na génese da criação do Prémio Nacional de Ilustração, em 1995, quando a então secção portuguesa do IBBY, protagonizada pela APPLJ (Associação para a Promoção do Livro Infantil e Juvenil), considerou relevante a visita à Feira de Bolonha como parte do enriquecimento cultural e artístico dos ilustradores portugueses.

O cartaz do Dia Internacional do Livro Infantil, que divulgamos acima, será oportunamente distribuído pelas bibliotecas de todo o país e livrarias, mas quem passar pelo stand de Portugal na Feira do Livro Infantil de Bolonha poderá conseguir já um exemplar. Serão também distribuídos cartazes de ilustradores contemplados em anos anteriores: Bernardo Carvalho, Madalena Matoso, Cristina Valadas, Teresa Lima e Gémeo Luís.

Last but not least, vale a pena lembrar que as candidaturas à 16ª edição do Prémio Nacional de Ilustração estão abertas até ao dia 23 de Março. Podem concorrer ilustradores portugueses ou residentes em Portugal, com uma obra para crianças e jovens que tenha sido editada entre 1 de Janeiro e 31 de Dezembro de 2011. O vencedor receberá € 5.000.00, acrescido de uma comparticipação de € 1.500.00 para custear a sua deslocação à Feira do Livro Infantil de Bolonha de 2013.

Mais informações e regulamento no site da DGLB: www.dglb.pt

Publicado em Livro infantil | Publicar um comentário

FEIRA DO LIVRO DE BOLONHA – Portugal convidado em 2012

Portugal na Feira do Livro de Bolonha
Portugal in Bologna’s Book Fair

PT
Quase a celebrar 50 anos, a Feira do Livro Infantil de Bolonha é o mais importante acontecimento da indústria do livro e multimédia dire convidadocionado para o leitor infanto-juvenil. Editores, autores, agentes literários, investigadores, livreiros, bibliotecários e outros promotores da leitura encontram-se durante quatro dias para estabelecer contactos, fechar negócios, promover o livro e tomar o pulso às tendências contemporâneas do mercado.

Cerca de 5000 profissionais do sector, 66 países participantes e mais de 600 jornalistas são alguns dos números avançados para a próxima edição, a realizar entre 19 e 22 de Março de 2012. Após alguns anos em lista de espera, e aproveitando uma desistência de última hora da Austrália, Portugal é o País Convidado, o que significa uma oportunidade única para mostrar o melhor da actual produção editorial com assinatura de autores portugueses, com destaque para a ilustração.

Na rampa de lançamento deste projecto está o êxito da exposição Ilustrações.pt, comissariada por Ju Godinho e Eduardo Filipe, que em 2008, integrada no programa paralelo à Feira, levou uma selecção de 13 ilustradores para a infância ao Palazzo d’Accursio, uma das salas nobres do centro de Bolonha. Sem custos para Portugal, para além dos da produção da própria exposição, afirmando-se apenas pela qualidade, essa mostra itinerou depois por toda a Europa aumentando a visibilidade dos ilustradores portugueses, cada vez mais requisitados e premiados internacionalmente.

Quatro anos depois, 25 nomes, dos novíssimos e consagrados, verão alguns dos seus trabalhos originais no átrio da Feira do Livro Infantil de Bolonha. O título da exposição dos ilustradores – Como as Cerejas – evoca o imaginário da infância e lembra que, se «as conversas são como as cerejas», os bons livros também. Por isso queremos sempre mais. No stand de Portugal, organizado pela Direcção-Geral do Livro e das Bibliotecas (DGLB), quatro vezes maior do que o habitual, o público poderá ver uma selecção de cerca de uma centena de títulos publicados entre 2010 e 2012, e inteirar-se do restante programa.

O evento Portugal-Bolonha 2012 é comissariado por Ju Godinho e Eduardo Filipe, mentores e comissários da Ilustrarte, tendo como organismo parceiro oficial a DGLB, que assegura uma parte do financiamento total do projecto, estimado em 120 mil euros. Ao abrigo da Lei do Mecenato, dois terços são garantidos pelo apoio da Fundação Calouste Gulbenkian, Fundação EDP, Imprensa Nacional Casa da Moeda, AGECOP (Associação para a Gestão da Cópia Privada) e Instituto Camões.

in

Publicado em Livro infantil | Publicar um comentário

Concurso PORDATA-RBE – 2011/12

Os dados estão lançados. Se és aluno do Secundário, vê como podes ganhar um iPad.

A PORDATA, Base de Dados de Portugal Contemporâneo, em parceria com a Rede de Bibliotecas Escolares e com a Associação de Estabelecimentos de Ensino Particular e Cooperativo (AEEP), volta a lançar o concurso PORDATA/RBE às escolas de ensino secundário.

Este concurso é aberto a todos os alunos do secundário. Para isso tens de realizar um trabalho sobre qualquer tema que gostes, cujo conteúdo seja desenvolvido a partir dos dados da PORDATA.

Se és aluno do ensino secundário fala já com o teu professor ou professor bibliotecário e entra neste concurso. Sozinho ou em grupos de três amigos participa já e habilita-te a ganhar um iPad!

Na PORDATA encontrarás dados estatísticos, oficiais e rigorosos sobre 14 diferentes temas de Portugal e da Europa. Assim, de forma rápida e fácil, encontrarás toda a informação que precisas para fazer um trabalho fundamentado.

Tu decides o que queres fazer e como queres fazer, apresenta o teu trabalho fundamentado em formato escrito, gráfico/infográfico ou audiovisual. Sê original e inovador, dá uma nova luz aos dados e leva as tuas conclusões mais longe.

Tens até dia 12 de Março para entregar o teu trabalho. Não te atrases!

Se queres entrar no concurso mas ainda não conheces a PORDATA também tens a oportunidade de pedir à tua escola uma formação gratuita. Na tua própria escola ficas a conhecer e dominar todas as ferramentas PORDATA que te ajudarão a melhorar cada vez mais a qualidade dos teus trabalhos.

in http://www.pordata.pt/Site/ContentEntry.aspx?CommunicationId=5, consultado a 3-1-2012.

Publicado em Concursos | Publicar um comentário